14 de jul de 2017

0

Ex-presidente de Câmara da PB é acusado de desvio de R$ 225 mil para conta da mãe

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga possíveis crimes praticados pelo ex-presidente da Câmara Municipal de Cabedelo, Lucas Santino, constatou um desvio de cerca R$ 345 mil apenas em um contrato firmado entre a gestão passada e a empresa Nordeste Galpões. Documento apresentado pela Caixa Econômica Federal (CEF) nesta sexta-feira (14) aponta que R$ 225 mil foram depositados na conta da mãe do ex-presidente, Ana Maria Santino da Silva.

O presidente da CPI afirmou que ela será convocada para prestar esclarecimentos na casa.

Em entrevista ao Portal MaisPB, o presidente da CPI, Antônio do Vale (PRP), explicou que os R$ 345 mil foram pagos pelo ex-presidente no mês de dezembro, “no apagar das luzes”. Segundo ele, não há registros na Casa da execução de serviços por parte da empresa citada.

“Solicitamos à Caixa que nos apontasse para onde foram esses cheques e nos foi respondido hoje pela Caixa que seis cheques, no total de R$ 226 mil, foram depositadas na conta da senhora Ana Maria Santino da Silva , mãe do então presidente da Casa, Lucas Santino”, explicou o presidente.

Ele reforça que não registros na casa de que tenha ocorrido licitação ou celebração de contrato de prestação de serviços com a Nordeste Galpões. “Sequer encontramos a sede da empresa, porque ela não funciona no endereço registrado na Receita Federal. Tentamos notificar os proprietários da empresa, que não foram encontrados. Tudo é muito estranho, mas estamos investigando para poder trazer os esclarecimentos”, explicou Antônio do Vale.

MaisPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário