30 de abr de 2017

0

Após greve, centrais marcam atos contra reformas para o dia 1º de maio


Após a greve central da última sexta-feira (28), as principais centrais sindicais do país pretendem usar o 1º de maio, feriado do Dia do Trabalho, como palco para tentar frear as reformas trabalhista e da Previdência.

As principais centrais sindicais do país uniram forças em um comunicado para convocar a população a “ocupar Brasília”, com o objetivo de pressionar senadores a mudar o texto que altera a legislação trabalhista.

As centrais preveem atos nas principais capitais do país. Em São Paulo, o evento da CUT (Central Única dos Trabalhadores), “1º de Maio da Resistência”, será realizado na avenida Paulista e terá shows com o rapper Emicida, Mc Guimê e Leci Brandão, entre outros.

O início está previsto para 12h, com ato político marcado para 15h — o ex-presidente Lula é esperado, mas sua presença ainda não foi confirmada.

Nos acompanhe nas redes sociais:
Facebook (CLIQUE AQUI
Youtube (CLIQUE AQUI)
Email: politikandopb@gmail.com
CLIQUE AQUI E CONTINUE ACESSANDO

Folha

Nenhum comentário:

Postar um comentário