6 de fev de 2017

0

Vereador de Picuí acusa prefeito do PT de superfaturar contrato de carro-pipa

O vereador Wagner Henriques (PSB), da cidade de Picuí, Seridó paraibano, denunciou na manhã deste domingo (05), em uma emissora de rádio da cidade, o superfaturamento em um contrato de locação de carro-pipa feito pelo prefeito Olivânio Remígio (PT) para o abastecimento d'água da zona urbana do município. Com dispensa de licitação, o petista teria duplicado o valor da contratação, se comparada com contratos firmados pela gestão anterior e até mesmo pelo Governo do Estado. O contrato tem duração de 60 dias.

Segundo o parlamentar, o valor pago pelo aluguel do veículo vai além do praticado pela antiga gestão municipal. Enquanto o ex-prefeito Acácio Dantas (DEM) pagava R$ 7 mil por mês pelo aluguel de um carro-pipa para o abastecimento d’água da zona urbana com o custo de combustível incluso, a gestão atual paga R$ 18 mil. Ainda de acordo com o vereador, o Governo do Estado paga pelo mesmo serviço R$ 8 mil, através de um convênio com o município.

“A gente gostaria de pedir ao prefeito que desse alguns esclarecimentos quanto a esse contrato, tendo em vista que os demais contratos eram no valor de R$ 7 e R$ 8 mil por mês. Com o valor atual, daria para contratar duas pipas e meia, o que reduziria bastante as reclamações do abastecimento de água na zona rural”, declarou o vereador.

À tarde, o prefeito Olivânio Remígio respondeu a acusação através de um site local. O gestor declarou que o valor praticado é em virtude do aumento nos dias de abastecimento dos pontos de água da cidade e que os custos com o combustível do veículo, a compra da água e o motorista são por conta do contratado.

Confira o extrato do contrato de locação publicado pelo Diário Oficial dos Municípios do Estado da Paraíba.




POLITICANDOPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário