3 de fev de 2017

0

IPHAN libera licença e obra da Barragem Retiro deve iniciar nos próximos dias

Encontro das duas serras onde será construída a barragem
O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) liberou essa semana a licença para o início dos trabalhos no eixo da Barragem Retiro, na Comunidade Retiro, zona rural de Cuité, Curimataú paraibano. A obra estava parada há quase dois anos para a realização de um novo projeto executivo e estudos de preservação de um sítio arqueológico encontrado no local. 

A informação foi repassada com exclusividade pela gerente de meio ambiente da Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Paraíba, Vanessa Fernandes, ao programa “Rádio Debate”, do radialista Flávio Fernandes, na tarde desta sexta-feira (03).

A gerente deixou claro que essa é uma licença parcial e que com ela será dado início às escavações do eixo do barramento, mas que em 180 dias uma licença definitiva deverá ser expedida pelo órgão. “É uma licença parcial para a área do barramento e não para a barragem toda. A definitiva deve sair em 180 dias. Ela deve está saindo lá para junho”, disse.

Ainda na entrevista, Vanessa Fernandes declarou que será feito o resgate arqueológico com objetos encontrados no local para o museu da cidade e tranqüilizou a população quanto à execução da obra, que deve ser iniciada nos próximos 30 dias. “Não tem mistério, podem ficar tranqüilos com relação à obra, agora é só aguardar os prazos previstos”, revelou.

A construção da Barragem e do Sistema Adutor Retiro foi autorizada pelo governador Ricardo Coutinho em 2014. No entanto, após a descoberta de inscrições rupestres no local, o IPHAN cobrou a realização de um novo projeto executivo e a realização de estudos de prospecção no local para então liberar a obra. Enquanto os trâmites legais eram cumpridos, a empresa responsável pela obra – a Squadrium Construtora – adiantou a construção do sistema adutor. De acordo com a empresa, a obra se encontra com mais de 80% do projeto executado.

Com um custo total de R$ 48 milhões, a Barragem e o Sistema Adutor Retiro terá capacidade para armazenar 50 milhões de metros cúbicos de água e é considerada a redenção do Curimataú paraibano. A obra é executada através de uma parceria do Governo do Estado da Paraíba com o Governo Federal.


POLITICANDOPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário