19 de dez de 2016

0

Vereador de Campina admite que Câmara deve recuar de reajuste: “A população chiou”

O vereador Nelson Gomes (PSDB) admitiu nesta segunda-feira (19) que os colegas da Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG) devem recuar da decisão de reajustar o salário dos vereadores 26% para a próxima legislatura e também cancelar a implantação de 13º salário. Nesta tarde, o presidente da Casa, Pimentel Filho (PSD), vai reunir os vereadores para discutir o assunto.

“No cenário em que se encontra o país, do jeito que está essa crise, devia ficar congelado o salário dos vereadores. Até porque o aumento é de quatro e quatro anos. A inflação dos quatro anos deu 32% e o aumento foi de 26%, mas a população acha muito, porque juntas os quatro anos para dar tudo de uma vez só e pega mal. A população chiou”, disse.

Leia também: Manifestantes jogam esterco na CMCG em protesto contra aumento de salário

Segundo o vereador ainda não está definido local e horário da reunião, mas o encontro deve definir pelo congelamento dos salários dos servidores e a retirada do décimo terceiro salário aprovado na semana passada pela Câmara.

“O presidente marcou para hoje, agora mesmo eu estava conversando com dois colegas, mas ainda não foi marcado o horário. Espero que aconteça logo para acabar com esse muído”, disse.

O vereador, que é presidente Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), não participou da votação que aprovou o reajuste. Ele justificou que foi submetido a uma cirurgia. “Eu estava de licença. Na quarta fiz a cirurgia e na quinta-feira não fui. Teve treze assinaturas. De 23 tendo 12 é quórum qualificado e foram treze assinaturas”, declarou.

Com a mudança, os salários dos vereadores sobem de R$ 12.025,00 para R$ 15.193,00 e o futuro presidente da Casa passa a ganhar R$ 22.700,00, mesmo salário do prefeito.


Blog do Gordinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário