12 de dez de 2016

0

Sessão extraordinária do TCE analisa contas da Câmara Municipal de Picuí


A sessão extraordinária desta segunda-feira (12) do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) analisa as contas da Câmara Municipal de Picuí, Seridó paraibano, referentes ao exercício 2013. O julgamento seria realizado na última quarta-feira (07) e foi adiada em virtude do falecimento do ex-conselheiro Antônio Carlos Escorel. Na pauta, estão 63 processos, entre eles, 12 contas de prefeituras e 28 de Câmaras Municipais.

O ex-presidente da Câmara Municipal de Picuí, vereador Ataíde Xavier (PSD), aguarda ansioso o julgamento e diz que com o parecer favorável reestabelecerá a verdade. “Estamos ansiosos para que a gente possa ter esse resultado, até porque eu fui muito perseguido, muitas denúncias na nossa gestão e eu sempre considerei as mesmas infundadas, mas faz parte do jogo da política e amanhã talvez haja a resposta para aqueles que torcem contra. Aguardo ansioso para que a gente possa reestabelecer essa verdade”, declarou.

Além das contas da Câmara Municipal de Picuí, estão na pauta do TCE as contas das Câmaras Municipais de Jacaraú, Malta, Monteiro e Marizópolis (2014), São Francisco, São Mamede, Mãe d’Água, Santa Luzia, Salgadinho, Santa Cruz, Condado, São José de Espinharas, Várzea, Água Branca, Pedro Velho, Nazarezinho, Gurjão, São João do Cariri, Coxixola, Ouro Velho, Teixeira, Passagem, Vista Serrana e Ingá (2015).

O TCE também julgará as contas de 2013 dos prefeitos de Lucena (Marcelo Sales de Mendonça), Cachoeira dos Índios (Francisco Dantas Ricarte) e Cacimbas (Geraldo Terto da Silva). Ainda, as contas de 2014 dos prefeitos de Nazarezinho (Salvan Mendes Pedroza), Solânea (Sebastião Alberto Cândido da Cruz), Riachão do Poço (José Constâncio Sobrinho), Olho d’Água ( Francisco de Assis Carvalho), Ouro Velho (Natália Carneiro Nunes de Lira), Vista Serrana (Jurandy Araújo da Silva) e Barra de Santa Rosa (Fabian Dutra Silva). O ex-prefeito de Cajazeiras Leônio Souza de Abreu terá o exame das contas de 2010 e, o de Bayeux, Josival Junior de Souza, de 2011.


POLITICANDOPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário