29 de nov de 2016

0

Vereador Aldemir diz que não viu irregularidade em licitação da Prefeitura de Picuí

O vereador reeleito da cidade de Picuí, Seridó paraibano, Aldemir Macedo (PTdoB), defendeu o prefeito Acácio Dantas, na sessão desta segunda-feira (28) da Câmara Municipal, e disse que não viu irregularidades na licitação realizada pela Prefeitura Municipal, pela qual o prefeito Acácio Dantas (DEM) foi obrigado a devolver R$ 60 mil. A decisão foi tomada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB).

De acordo com Aldemir, não houve irregularidades. O parlamentar ainda elogiou o trabalho da Comissão de Licitação do Município. “A Comissão de Licitação de Picuí trabalha dentro da maior honestidade possível. Para mim, tudo foi feito dentro do que preceitua a lei de licitação, a equipe de licitação fez todo o processo, mandou para a Procuradoria do Município, a procuradoria deu o parecer favorável pelo prosseguimento do processo e orientando o prefeito a homologar”, declarou o vereador.

O parlamentar ainda destacou que, apesar da irregularidade apresentada pelo TCE, a licitação gerou economia para o município. “Era uma licitação avaliada em R$ 1,590 milhão e os produtos foram adquiridos por R$ 1,4 milhão”, completou.

Em uma análise realizada pelo Tribunal de Contas, foram constatadas irregularidades no processo licitatório 12/2013, realizado pela Prefeitura Municipal de Picuí para a aquisição de gêneros alimentícios. De acordo com o relatório do TCE, foram encontrados incompatibilidade de preços entre os valores contratados com os pesquisados, tomando por base os valores do Site da Central de Compras. O prefeito Acácio Dantas foi condenado a pagar multa de R$ 8.815,42 e a imputação de débito no valor de R$ 56.707,38.


POLITICANDOPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário