16 de nov de 2016

0

Novo presidente do TJ quer aumentar celeridade do Judiciário

Com dez votos, o desembargador João Alves da Silva foi eleito presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba para o biênio 2017/2018, em eleição disputada na manhã desta quarta-feira (16), no Pleno do TJPB. Os cargos de vice-presidente e corregedor-geral de Justiça serão ocupados, respectivamente, pelos desembargadores Leandro dos Santos (que obteve 12 votos) e José Aurélio da Cruz (10 votos). A sessão foi conduzida pelo presidente da Corte, desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque, com votação secreta.

Sete desembargadores concorreram à Presidência do TJ. O segundo mais votado foi o desembargador Joás de Brito Pereira Filho, com oito votos. Houve ainda o registro de um voto nulo. Após o resultado da votação, o desembargador João Alves agradeceu pelos votos recebidos e pela confiança depositada.

“Tudo farei para honrar a missão a mim confiada de conduzir o destino do Poder Judiciário do Estado. São 706 mil feitos na Paraíba, mais de cem mil conclusos e cerca de 13 mil prontos para sentença. Conto com o apoio dos desembargadores, juízes e servidores, para que possamos dar uma resposta positiva à sociedade e ao usuário dos serviços da Justiça”, afirmou, destacando que o compromisso para aumentar a celeridade do judiciário estadual é sua principal preocupação.

Já o cargo de vice-presidente foi disputado por seis desembargadores, dos quais o desembargador João Benedito foi o segundo mais votado: seis votos. Também foi registrado um voto nulo.

A eleição mais concorrida foi para a Corregedoria. Por apenas um voto de diferença, o desembargador José Aurélio venceu o nome do desembargador Carlos Martins Beltrão Filho, que obteve nove votos. Concorreram, ao todo, cinco desembargadores.

DEMAIS CARGOS – Na ocasião, também foram escolhidos os nomes dos desembargadores a ocuparem outros cargos diretivos do Poder Judiciário.

Para conduzir a Escola Superior da Magistratura (Esma) no biênio que se segue, foi eleito, por unanimidade, o presidente do TJPB, desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque.

Já a Ouvidoria Geral de Justiça da Paraíba ficará a cargo da desembargadora Maria de Fátima Morais Bezerra Cavalcanti, escolhida, também de forma unânime, assim como a ouvidora substituta, Maria das Graças Morais Guedes.

Os demais membros (efetivos e suplentes) do Conselho da Magistratura – além do presidente, vice e corregedor – também foram escolhidos. Integrarão o órgão os desembargadores Frederico Coutinho, José Ricardo Porto e Graça Guedes. Como suplentes, os desembargadores Romero Marcelo, Fátima Bezerra e Oswaldo Trigueiro do Valle Filho.

Por unanimidade, o desembargador Oswaldo Trigueiro foi indicado, também, para membro substituto, categoria desembargador, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) da Paraíba.

ParlamentoPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário