14 de nov de 2016

0

Democrata defende redução de partidos e fim de coligações: “Confunde o eleitor”


O deputado federal Efraim Filho (DEM) se mostrou favorável às mudanças aprovadas em primeiro turno no Senado Federal que prevêem a criação de cláusulas de desempenho eleitoral para que os partidos políticos tenham acesso ao fundo partidário e ao tempo gratuito de televisão e o fim das coligações para eleições proporcionais. Para o parlamentar, o grande número de partidos gera uma confusão no eleitor.

“Eu sou favorável e a ideia é essa. 33 partidos é um número demasiado e que confunde a cabeça do eleitor na hora de escolher seus representantes. Se nós tivermos um universo de oito a dez partidos, nós já temos uma excelente capacidade de representação e liberdade de escolha”, disse.

Ele também observou que muitos partidos existem apenas para ter acesso ao fundo partidário e negociar tempo de TV.

“Tem partidos aí que servem de legenda de aluguel e que muitas vezes se resumem a uma pasta de cartório debaixo do braço de uma pessoa e que serve apenas para negociar tempo de televisão e fundo partidário”, falou.

O parlamentar ainda defendeu o fim das coligações para fortalecer as legendas.

“Havendo um número menor de partidos, vamos ter uma concentração de candidatos dentro das  legendas que devem ter suas próprias ideias, seus próprios estatutos, posições e bandeiras, e assim, a gente consegue dar ao eleitor a opção de votar pelas ideias e não pelas pessoas, como é hoje com os 33 partidos”, acrescentou.

Blog do Gordinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário