24 de nov de 2016

0

Com registro questionado, prefeito eleito de Picuí poderá não assumir, diz jornal


O prefeito eleito da cidade de Picuí, Seridó paraibano, Olivânio Remígio (PT), ainda não teve o seu registro de candidatura deferido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Caso a decisão seja pelo indeferimento, o petista não poderá assumir a prefeitura do município, conforme matéria desta quinta-feira (24) do Jornal Correio da Paraíba.

De acordo com a publicação, além de Olivânio, outros 11 prefeitos eleitos paraibanos estão com os registros de candidatura questionados. Se a palavra final da Justiça Eleitoral for pelo indeferimento de suas candidaturas, eles não serão diplomados e quem vai assumir o comando das Prefeituras serão os presidentes das Câmaras, até que a Justiça Eleitoral convoque eleições suplementares.

Além de Olivânio, estão com registros deferidos com recurso ainda pendentes de julgamento no TSE os candidatos eleitos dos municípios de Santa Rita, Emerson Panta (PSDB); de Alhandra, Renato Mendes (DEM); de Amparo, Inácio Luiz Nóbrega (DEM); de Caturité, José Gervásio (PSD); de Gurinhém, Cláudio Freire (PMDB); de Massaranduba, Paulo Oliveira (PSDB); de Maturéia, José Pereira (PDT); de Riachão do Poço, Maria Auxiliadora; de São José da Lagoa Tapada, Cláudio Antonio, o Coloral (PSD); de Serraria, Petrônio de Freitas (PSD); e Uiraúna, João Bosco (PSDB).


Confira a matéria na versão impressa do Jornal Correio da Paraíba:


PoliticandoPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário